Já fui muitas coisas. Já estive tantas outras. Já mudei de opinião e me reinventei diversas vezes. Já acertei, já errei, disse coisas em que não acredito mais e acredito em outras que antes não acreditava. Não me envergonho de quem eu fui, de quem eu sou e de quem eu serei. Rio de mim mesma, amadureço, vivo! Hoje sou apenas um bichinho de estimação curioso, ávido por novas brincadeiras e desafios. Um bichinho que gosta de brincar, ronronar, se esfregar, mas que também arranha um pouquinho às vezes. Um bichinho que não sabe se definir, mas que com toda a certeza ainda sabe SENTIR. E eu sinto que eu não posso mais viver sem o BDSM na minha vida. Eu preciso vivê-lo intensamente. Eu preciso me entregar a esse fetiche, esse desejo, essa loucura, como quer que chamem, mas eu preciso. O tempo passa, as coisas e pessoas mudam, mas uma coisa prevalece em mim: Essa vontade que me consome, esse desejo em ter meu corpo dominado, minha mente subjugada, meus desejos cedidos a outro. E eu prossigo, me perdendo em labirintos, abrindo e fechando portas, tentando encontrar uma saída que me leve de encontro aos meus desejos mais secretos.=^.^=

Escrito por princess kitty

Sobre Vampiros e Demônios...

Existe uma cena em Interview with the Vampire, em que um vampiro dá a primeira mordida em uma jovem, deixando-a desacordada e em seguida lança o corpo dela para que os outros vampiros e vampiras ali presentes se alimentem dela.


Eu já estive no lugar dessa moça. Já fui mordida por um Vampiro e depois fui servida como alimento para outros. Fui mordida. Fui sugada. Fui machucada. Mas estranhamente sobrevivi. Outros seres se aproximaram de mim. Seres da escuridão. Monstros. Demônios. Famintos. Orgulhosos. Ávidos por se alimentarem de mim. Da minha carne. Dos meus desejos. Do meu sangue. Alguns achavam que conseguiam ver através da minha aparência, das minhas palavras, que viam a minha alma. Não. Não viam. Eles viam apenas aquilo que eles queriam ver ou a pequena parte que eu os deixava ver. Teve um, apenas um. Um Demônio corajoso lutando contra seus próprios monstros internos que conseguiu olhar um pouco mais. Mas ainda assim o seu olhar foi superficial e ele não conseguiu enxergar além da parede de espinhos que eu cuidadosamente construí.

E eu me perdi. Sem ver além das suas perversões.

O Vampiro. O Demônio. Sim. Eu quase morri. Mas agora... Agora posso até sangrar. Mas não morro mais. Sou imortal.

Imagem pessoal de princess kitty


Miaubeijos =^.^=

21 comentários:

MrZ disse...

Que cinturinha é esta? Impressionado por aqui, junto com a raiane. Parabéns, gatinha!

Perséfone Core disse...

Ter forças para seguir adiante, não é fácil...é preciso ter muita sensibilidade para enxergar os mecanismos que a Vida oferece.

Essa mesma sensibilidade nos salva de enrascadas, nos mostra caminhos, dá a direção que precisamos e a exata medida das experiências que precisamos vivenciar. Experiências só nossas, feitas para o alcance de mais, muito mais.

Siga em frente gatinha, a escuridão é apenas uma perspectiva.

Voltando aos poucos para cá...rsrs.
Beijos!
perséfone core

Thomas disse...

Linda! Uma verdadeira princesa!

{marry}_Dom LD disse...

Gatinha linda

Admiro tua força, siga sempre adiante e não se deixe afetar por nada nem ninguém.

Beijos carinhosos

Cris disse...

Cortes nessa pele tão branquinha são sempre atraentes. Beijos.

Andrea Campos disse...

Gatinha

Adoro entrevista com o vampiro e essa cena que colocou para representar é uma das minhas favoritas do filme. Esse post demonstra toda tua força e coragem kitty e isso ninguém te tira. Parabéns por ser assim. Bjssssss.

Cavaleiro AZZO disse...

Já te disse que acho um pecado você se cortar sozinha?

Lady Blue disse...


Bela e imortal!
Exatamente assim que devemos ser querida kitty.

Beijos da Lady

tati baby fox disse...

raposinha adora o jeito que voce escreve dando um tom de fantasia e deixa bonito ate coisas tristes como essas

bejobejobejo

rebek@ disse...

Querida kitty

Você é um exemplo

Bitocas

Marcelo Fernandes disse...

Os monstros e vampiros são controlados pela sua fome, as vezes o que eles desejam é apenas se alimentar. Por isso alguns preferem nao passar pela barreira de espinho se isso significa não se alimentar.

Mas fico feliz que esse vampiro conseguiu te mostrar uma natureza que estava escondida, e trazer ela a tona.

Dizem que uma seduzida pelo mal, estará corrompida para sempre.

Muito disse...

Muito intenso como tudo o que você escreve, e a foto está absolutamente linda!

Liliana. disse...

Querida gatinha

Conseguiu me tocar, emocionei-me com esse post, muitas vezes me vi nesse mesmo lugar...

beijos e afagos

Segredo disse...

Uma beleza imortal!!!!

doce sabina disse...

Lindo modo de se expressar kittyzinha.
Beijinhos.

Anjo Negro disse...

Perceber a tua essência realmente não é fácil kitty, precisa ter uma sensibilidade aguçada para ver além da aparência ou do que você quer mostrar.
Não quero parecer presunçoso mas acredito que ao menos em parte eu consiga sentir isso de você.

Meu carinho por ti também é imortal gatinha.

Isabela bdsm disse...

Te admiro cada vez mais kittyzinha. E que corpo, ta linda de matar de inveja todo o mundo kkkkk! Beijos.

DOM TIGRE disse...

Forte! Inspiradora! Uma tigresa! Belas marcas! Beijos!

Dom disse...

Te conhecer
Te reconhecer
Te ter
Muitos querem
Mas apenas um irá ultrapassar essa barreira que construíu
Aquele que o teu coração escolher
E te fizer confiar novamente gatinha arisca, só assim pra você deixar alguém chegar perto...

Linda e Romântica disse...

Vontade de te colocar no colo e te encher de carinho kitty. Você é tão meiga e ao mesmo tempo consegue colocar em palavras esses sentimentos tão dolorosos e profundos.

Beijos da tua fã

Linda

Anônimo disse...

Me pergunto se essa barreira que imagina ter cuidadosamente criado é para te proteger ou para te ferir, pois ela só te afasta de seu destino. Talvez você a tenha construído não para evitar que eu te alcance, mas para evitar que você se entregue.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...