Já fui muitas coisas. Já estive tantas outras. Já mudei de opinião e me reinventei diversas vezes. Já acertei, já errei, disse coisas em que não acredito mais e acredito em outras que antes não acreditava. Não me envergonho de quem eu fui, de quem eu sou e de quem eu serei. Rio de mim mesma, amadureço, vivo! Hoje sou apenas um bichinho de estimação curioso, ávido por novas brincadeiras e desafios. Um bichinho que gosta de brincar, ronronar, se esfregar, mas que também arranha um pouquinho às vezes. Um bichinho que não sabe se definir, mas que com toda a certeza ainda sabe SENTIR. E eu sinto que eu não posso mais viver sem o BDSM na minha vida. Eu preciso vivê-lo intensamente. Eu preciso me entregar a esse fetiche, esse desejo, essa loucura, como quer que chamem, mas eu preciso. O tempo passa, as coisas e pessoas mudam, mas uma coisa prevalece em mim: Essa vontade que me consome, esse desejo em ter meu corpo dominado, minha mente subjugada, meus desejos cedidos a outro. E eu prossigo, me perdendo em labirintos, abrindo e fechando portas, tentando encontrar uma saída que me leve de encontro aos meus desejos mais secretos.=^.^=

Escrito por princess kitty

Sacrifício (O Carrasco - parte 4)

Prólogo:
E enquanto sentia isso, sentia mais, sentia o abismo Dele penetrar dentro do meu.
E se fundir e misturar. E me puxar. E me arrastar. E...

BDSM

E me levar para um lugar dentro de mim que eu não conhecia...
Um lugar onde as cores não são tão claras assim
Um lugar onde o escuro é mais brilhante...
E ao mesmo tempo em que me reconheço nesse lugar, sinto vontade de escapar...

BDSM

Olho para o Carrasco, vejo sede em seus olhos, não uma sede comum, não apenas desejo, vejo algo mais...Vejo uma sede quase insaciável que nunca se satisfaz... e então eu percebo...

Gosto Dele. Gosto mesmo. Gosto da sua fúria incontida.
E de perceber ainda tantas coisas escondidas.
Gosto de como Ele parece completo e ainda assim com alguns vazios a serem preenchidos.
Gosto da sua firmeza ao afirmar: “MINHA”
Como pode só uma palavra mexer tanto assim comigo???
E de como me surpreendeu com o inesperado.
E gosto da minha vontade, de quebrar a sua sensatez.
De despertar o abismo que Ele faz questão de conter.
De descobrir o que há lá. Quais os monstros que Ele esconde.
De deixar que os monstros Dele me peguem. E me sacrifiquem para o seu prazer.

BDSM

Parece que Ele está dentro da minha mente, pois é só eu pensar isso e Ele para de me cortar. Ele passa as mãos nos cortes, espalhando o sangue pela minha pele, encosta o punhal no meu rosto e... corta uma tira de tecido da cama, joga o punhal longe e com essa tira venda meus olhos. Tento impedir mas não consigo. E então sinto. Sinto sua boca me beijar vorazmente. Sim, dessa vez é mesmo um beijo. Sua língua se enrosca na minha, surpreendo-me ao retribuir aquele estranho beijo. Sinto-o segurar o biquinho de um dos meus seios e esmagá-lo com força, gemo de dor e Ele me beija mais... e esmaga mais... e morde meus lábios... pequenas torturas... sinto seu peso sobre mim e sinto seu membro rígido no meio das minhas pernas, se esfregando no meu sexo molhado, fico envergonhada por molhar assim... é errado eu me excitar com Ele? Com um Carrasco que não sei quem é? Que me sequestrou? Que me estuprou? Que me cortou? Que tirou meu ar e quase me tirou a vida?

BDSM

Não me importo. A única coisa que importa é ouvi-lo dizer mais uma vez: “MINHA!!!”

E Ele diz. Não uma, mas repetidas vezes, enquanto me penetra e morde minha boca até fazê-la sangrar... meu sexo pulsa, clama por Ele, sinto algo quente tocar minha pele, não consigo ver, mas sinto algo que espeta e queima, arranhando os cortes na minha pele... fazendo-os se abrirem e arderem ainda mais, corroendo-me como ácido... fazendo-me gemer de dor e prazer... fazendo com que eu me agarre a Ele, ao meu Carrasco, o seguro, o puxo mais para dentro de mim, rendo-me a Ele, aos seus caprichos, aos seus desejos... rendo-me Àquele que quer me possuir para me despedaçar...

BDSM

Sacrifique-me. Jogue-me no seu abismo. Empurre-me para dentro do precipício...

Ele retira minha venda, mas eu não abro meus olhos, tateio seu rosto com a ponta dos meus dedos, Ele está sem a máscara, sim eu poderia abrir os olhos e ver seu rosto, mas ao invés disso, aproximo minha boca da Dele... lentamente... colo meus lábios nos seus... inspiro por um momento com nossas bocas coladas e sussurro... assoprando para dentro Dele, aquilo que grita dentro de mim: “sua.”

BDSM

Fim.



(por enquanto...)

Miaubeijos =^.^=

26 comentários:

Maria disse...

Gatinha...

Arrepiada aqui com esse final.

Beijos

tati baby fox disse...

Raposinha ficou sem folego gatinha

bejobejobejo

D. Ronaldo disse...

Sensacional, a entrega plena!

Mister Dark disse...

E o mistério continua...

Jessica Submissa disse...

Miguxa

ADOREI, só não adorei que acabou, ou não como diz o por enquanto kkkkkkk sua gatinha danada.

Beijinhos

Senhorio Abrahao disse...

Ninguém explica o gostar, ninguém explica o querer, ninguém explica o desejo... você apenas sente. E teus sentimentos e desejos kitty são de uma força absurda. Parabéns pela série de contos, ficaram ótimos. Beijos.

{leila}_de Dom ST disse...

Me senti dentro do conto kitty

{leila}_de Dom ST

Lord disse...

O final ficou ótimo e manteve o mistério, parabéns!

Beijo grande

eleanor disse...

espero que continue curti muito
bjs

Mestre Moliart disse...

Fantasias de sequestro e cativeiro estão entre as minhas preferidas, voce trouxe isso muito bem para o conto, com a "vitima" rendendo-se ao final.

Saudações

Andrea Campos disse...

Uia que esse carrasco me atiçou aqui kittyzinha kkkkkkkk torcendo já pra ele reaparecer. Bjssssssss

Cavaleiro AZZO disse...

Mesmo sem ver o rosto dele ela se entrega porque confia. Bjs.

rebec@ disse...

Delicioso kitty

Anônimo disse...

Pequeno bichinho, como não imaginar sua voz dizendo "sua". Como segurar a fome diante da exposição nua dos desejos similares, idênticos? MINHA não pela posse, mas pela identidade, pela simetria do que procura. MINHA, ainda que não queira, e que não saiba.

Parabéns, ficou perfeito.

princess kitty disse...

Anônimo para os outros, Carrasco dos Teus/meus desejos para mim...

Não quero que segure a sua fome, quero despertá-la, atiçá-la... desde que manifestou pela primeira vez o teu desejo em me dizer "MINHA" isso não sai da minha cabeça, mesmo que eu não queira, mesmo que eu não saiba, mesmo que não seja certo... sim, sua =^.^=

Natasha Paixão disse...

Olá princesa!

Amei o texto!

Bem, estou de volta ao meu blog, depois de muito tempo, recuperei a senha.

Bjs doces!

Cadela submissa disse...

Agora eu não sei se comento o conto ou esses comentarios kkkkkkkkk

De qualquer forma adorei o final, super excitante gatinha.

E os comentários... *_*

Beijos e latidos

menina sub disse...

Gatinha

Adorei. Conto e comentários.

beijos

menina sub

Close the door lightly when you go disse...

Gostei de tudo, principalmente do jeito que se rendeu, suspirando aqui *pisc, só não gostei que acabou. Beijos linda kitty.

Encantos/Encantada disse...

Gata linda

Já disse mil vezes e não canso de dizer, você escreve muito bem, adoro te ler, eu me transporto pra dentro das histórias.

Amei!!!!!

Beijos

AS MINAS DO REI SALOMÃO disse...

A presa perfeita que se entrega ao sequestrador. Parabéns por retratar tão bem essa fantasia.

ana sub disse...

Gatinha

Dessa vez você se superou! Ai que to que nem lagartixa outra vez kkkkkkkkkk!

Beijokas

Médico e Monstro disse...

E o carrasco conseguiu... beijo.

Angel disse...

Lindinha

Espero que você faça mais contos do carrasco ou outros como esse. Ficaram deliciosos e ótimos.

Beijos da tua admiradora
Angel

aldrey disse...

Oi Querida!!Andei sumida...É de arrepiar..cada palavra...Sempre bom ler teus textos!!bjss

EU SOU NEGUINHA disse...

Gatissima....

volta

beijosndo,que delicia ..como sempre ne???


beijos de saudades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...