Já fui muitas coisas. Já estive tantas outras. Já mudei de opinião e me reinventei diversas vezes. Já acertei, já errei, disse coisas em que não acredito mais e acredito em outras que antes não acreditava. Não me envergonho de quem eu fui, de quem eu sou e de quem eu serei. Rio de mim mesma, amadureço, vivo! Hoje sou apenas um bichinho de estimação curioso, ávido por novas brincadeiras e desafios. Um bichinho que gosta de brincar, ronronar, se esfregar, mas que também arranha um pouquinho às vezes. Um bichinho que não sabe se definir, mas que com toda a certeza ainda sabe SENTIR. E eu sinto que eu não posso mais viver sem o BDSM na minha vida. Eu preciso vivê-lo intensamente. Eu preciso me entregar a esse fetiche, esse desejo, essa loucura, como quer que chamem, mas eu preciso. O tempo passa, as coisas e pessoas mudam, mas uma coisa prevalece em mim: Essa vontade que me consome, esse desejo em ter meu corpo dominado, minha mente subjugada, meus desejos cedidos a outro. E eu prossigo, me perdendo em labirintos, abrindo e fechando portas, tentando encontrar uma saída que me leve de encontro aos meus desejos mais secretos.=^.^=

Escrito por princess kitty

Miau Space: kitty deu defeito =^.^=


E lá estávamos nós em mais uma sessão, após termos feito amor repetidas vezes e termos tomado café da manhã, eu me encontrava tranquila e relaxada. De repente veio a ordem: “Fique de quatro sobre a cama”. Prontamente coloquei-me na posição ordenada e meu Dono começou a envolver meu corpo com cordas...


A sensação das cordas transpassando meu corpo e os toques acidentais do meu Dono no meu corpo enquanto me amarrava foram me levando lenta e gradualmente a um alto nível de excitação...  Sentir suas mãos esbarrando acidentalmente nos meus seios, entre as minhas coxas, sentir suas mãos movendo as cordas entre o meu sexo, no meu bumbum, os seus braços roçando, tocando, esfregando e envolvendo-me em cordas aumentava a minha ansiedade e desejo.

Fiquei completamente imobilizada na posição de quatro, não conseguia me deitar, nem me mover muito, as cordas passavam e apertavam minha vagina e bumbum e já estava totalmente molhada, eu estava encharcada e pressionava meu sexo nas cordas sentindo um prazer imenso com isso...


Depois de amarrada meu Dono se aproximou com os clamps dos meus seios... pedi, implorei, supliquei, gemi e gritei, mas nada adiantou. Ele os prendeu me causando uma dor terrível, não sei por que, mas a dor do clamps pra mim é insuportável, a dor contínua é massacrante, me deixa desesperada...


Meu Dono me amordaçou, mas eu lutei contra, estava sentindo-me muito mal com os clamps e não poder gritar ou falar fazia eu me sentir pior ainda... então fiz um esforço enorme com a boca e consegui deslocar a bola da mordaça. Meu Dono se apiedou de mim, e generosamente permitiu que eu ficasse sem usá-la.

Então meu Dono começou a espetar agulhas no meu bumbum... simplesmente deliciosa a dor das agulhas penetrando e transpassando a minha pele...  comecei a me sentir entorpecida... A excitação causada pelas cordas, a agonia dos clamps me apertando e o prazer causado pelas agulhas... senti uma leve dor de cabeça, minha visão nublou e a partir dai tudo transcorreu em meio a uma névoa, como num sonho...


Não me recordo da ordem correta das coisas, sei pelo que meu Dono me contou depois, mas lembro das sensações, de saber o que estava acontecendo, e é isso que vou relatar aqui.

Meu Dono deu alguns golpes fortes com a chibata por cima das agulhas no meu bumbum... mas eu não senti, não me movi, nem gemi... Ele sabendo como eu me faço de difícil às vezes, e banco a durona, resolveu deitar-se na cama e se aproximar do meu rosto... falou comigo, perguntou algo, mas eu não lembro o quê... sei que eu queria responder, mas não conseguia... Ele segurou meus cabelos, tentava me forçar a olhar para Ele, eu não resistia, meu corpo estava “mole”, Ele começou a dar tapas fortes no meu rosto, uma série deles pelo que disse, tentando me forçar a falar, porque Ele sabe que tem momentos em que meu orgulho e contrariedade tomam conta de mim, fazendo-me emburrar e demorar a responder (eu sei, péssimo comportamento para uma sub), mas continuei sem expressar reação nenhuma, era como um sonho, eu o ouvia, sabia que estava fazendo coisas comigo, mas eu me encontrava distante, como se observasse tudo de longe... muito longe... com muito esforço consegui balbuciar um “sim” para o meu Dono, que me deu outro tapa e perguntou novamente: “Só sim?” Eu outra vez não respondi, não conseguia, Ele mexeu nos clamps provocando-me, eu sempre grito quando isso acontece, mas dessa vez eu não senti nada...


Ele rapidamente me desamarrou, retirou os clamps e agulhas...  meu corpo inerte caído sobre a cama... eu ainda não sentia nada, Ele tentava abrir meus olhos, tomava meu pulso, conversava comigo, tentava me fazer tomar goles de água doce... eu não estava completamente inconsciente, mas também não tinha consciência de tudo que acontecia... Tentei me esforçar para manter os olhos abertos, comecei a engolir pequenos goles de água, as coisas começaram a fazer sentido, eu sentia frio, muito frio, um vazio, uma sensação horrível como se eu houvesse estragado tudo, não entendia o que havia acontecido... Disse coisas desconexas, essa parte ainda é nublada para mim, mas lembro-me claramente do meu Dono abraçando-me forte, me consolando, me aconchegando, preocupado, cuidando de mim... Tentando me mostrar o que havia acontecido, me ajudando a entender. Seu cuidado, sua atenção, seu apoio nessa hora afirmando-me que estava tudo bem, me explicando o que Ele achava que havia acontecido, reforçando seu amor por mim, foram imprescindíveis na minha volta ao estado normal e a minha recuperação e entendimento dos fatos.


Foi uma situação completamente inédita tanto para mim, quanto para o meu Dono, que nunca havia passado por isso também. Eu já havia lido algumas poucas coisas sobre subspace, mas sempre tudo muito vago, pois é uma experiência única para cada pessoa e cada um a sente de uma maneira, lembro de ter brincado com meu Dono, pois já havia lido relatos de prazer extremo e orgasmos intensos em quem se encontrava nesse estado e falei: “Cadê meu orgasmo fenomenal??? Só senti a parte ruim! Rsrs.”


Acho que nunca me senti tão vulnerável assim... tudo o que houve, todas as sensações, foram e ainda são um pouco confusas para mim. Meus sentimentos em relação a meu Dono parecem que ficaram mais aflorados depois disso... o sentimento de dependência, de precisar Dele, o fato de sentir-me totalmente sem controle sobre o meu corpo e mente durante aquele momento, o meu desespero e nervosismo depois...

Mas o que posso dizer dessa experiência, que mesmo tendo sido um momento ruim, é que sinto que meu
vínculo com meu Dono se fortaleceu ainda mais. Ter passado por isso e tê-lo ao meu lado, ter a sua presença forte cuidando de mim e me acolhendo, me dando a certeza que tudo ficaria bem, me faz sentir totalmente segura.


Depois do ocorrido eu e meu Dono conversamos muitas e muitas vezes sobre isso e pesquisamos também, e realmente o que descobrimos é que isso deriva de várias sensações físicas e sentimentos psicológicos da submissa, e que de uma forma geral não é algo bom, podendo ser até perigoso.

Vou deixar o link da Wikipédia para quem se interessar em ter mais informações técnicas, lá existem outros sublinks também:


Meu Dono está escrevendo um post sobre isso também, com a visão Dele do que aconteceu e mais informações sobre o assunto.

Miaubeijos subspaciais =^.^= 

22 comentários:

龍戦士 disse...

Pois é, meu bichinho... mesmo tendo sido algo lá não tão bom assim, teve suas vantagens. Como meu bichinho está cansado de saber, Dono adora cuidar e tomar conta, e nessas horas, quando a miau está realmente precisando, Dono sempre está presente para ajudar a melhorar e fazer com que isso passe, além de sempre tomar cuidado ;)

Sem dúvida alguma, essa experiência serviu para deixar o bichinho se sentindo mais vulnerável e minha ainda, e para deixar o Dono se sentindo mais Dono e protetor que já se sente! Na hora pode ter sido ruim e preocupante, mas assim que passou, Dono estava adorando ter o bichinho indefeso no colo, ajudando a fazer com que a sensação passasse e que a miau voltasse a se sentir bem... nessas horas principalmente que nos sentimos verdadeiramente Donos :D

E TODA vez que leio esse texto, mesmo com sua seriedade, não consigo deixar de rir do bichinho cobrando seu orgasmo fenomenal... hahahahaha... mas a miau não tem que ficar frustrada nem triste, o importante mesmo é o bichinho ficar bem :D

Beijos, meu bichinho amado!!!!
龍戦士

{princess kitty}龍戦士 disse...

Sr 龍戦士

O que me confortou nessa hora foi ter sua presença sempre tão protetora e acolhedora prestando atenção em mim, me ajudando a entender o que aconteceu, conversando comigo, zelando tão bem por mim como o Sr sempre faz.

Sem dúvida, a cumplicidade e entendimento que temos um do outro ajudou muito nessa hora. A minha confiança no Sr é total , sei como o Sr gosta de cuidar e proteger seu bichinho de estimação, certificando-se sempre do meu bem estar fisíco, psicológico e principalmente emocional. Sinto-me privilegiada por lhe pertencer :D

E mesmo que tenha sido ruim, o Sr fez passar rapidinho. Sempre gosto de tirar algo bom das experiências que não foram tão boas assim, e termos ficado juntos como ficamos depois, e até mesmo termos conseguido nos divertir depois do susto e preocupação, com certeza foi algo positivo :)

Obrigada por estar sempre ao meu lado cuidando de mim em TODOS momentos!

Miaubeijos "subspaciais" do seu bichinho de estimação que o ama MUITO =^.^=

flor de cristal disse...

Oi gatinha única do BDSM! Olá Senhor Tatsu!

A importância do relato que acabei de ler é fundamental para aquelas pessoas desavisadas que entram no meio BDSM achando que tudo são flores e um completo mar de rosas. E com este belo relato, sabemos que não é bem assim... Acidentes de percurso podem acontecer, não é? Por isso a importância de se ter cumplicidade, conhecimento, confiança e MUITA responsabilidade.

Sabe kitty e Senhor Tatsu, quando conheci o BDSM havia amizades e diálogos entre todos. O Orkut era um ponto de encontro entre Dominadores (as) submissos (as) e todos procuravam se conhecer e se aproximava criando laços de amizades. (Diferente de hoje onde o ciúme e a desconfiança falam mais alto, infelizmente) E por lá se ouvia muitas histórias de pessoas que se machucavam por não saber seus limites e o seu Dono (a) não estabelecer uma regra para jogo. Era uma loucura, sabe kitty e Senhor Tatsu?

Por isso as pessoas que te leem, devem prestar muito atenção para tudo que vc escreveu e para as atitudes corretas do Senhor Tatsu para não cair nas garras de pessoas inescrupulosas que existe em toda parte aqui e fora dos muros do BDSM.


Como disse muito bem o Senhor Tatsu, suas palavras... “(Dono adora cuidar e tomar conta, e nessas horas, quando a miau está realmente precisando, Dono sempre está presente para ajudar a melhorar e fazer com que isso passe, além de sempre tomar cuidado”) aplaudo de pé o Senhor por expressar tamanha responsabilidade. Cuidou do seu bichinho quando a Kitty precisou.

Fiquei emocionada Senhor pq conheço uma amiga que tem marcas profundas na alma, no corpo e no coração por ter encontrado alguém que não soube ter este cuidado todo, infelizmente... É assim que o BDSM deveria ser praticado com toda responsabilidade que ele BDSM merece para que este estilo de vida venha trazer dor sim, mas dor de prazer... pisc*

Desculpe-me, por favor, ter me alongado tanto, mas tudo que se refere ao BDSM há mim muito interessa. E vocês deram uma aula do que é ter responsabilidade pq somos submissas sim, mas antes disso somos seres humanos e como tal merecemos cuidado e respeito, atenção e até amor pq não?!

Muito obrigada kitty por este relato, vc está como sempre de parabéns!!

Saudações SM Senhor Tatsu e meus sinceros e respeitosos parabéns!

Flor de cristal

hadara sub disse...

olá florzinha tem presentinho pra vc no meu blog bjocas

Sophysticada disse...

Gatinha!

Toh sem folego, na primeira agulhada tinha pedido arrego...
Afff

Bjk@s

O caminho de perséfone core disse...

Kitty do céu!!!
Vc entrou em subspace!
!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Eu acabei de te ler e juro por tudo que é mais sagrado:
ESTOU TODA ARREPIADA AQUI! TODA! Cabelinho do meu braço está em pé!

Kitty, como bem disse a florzinha!
Obrigada gatinha! Eu agradeço imensamente por vc partilhar o que sentiu e ainda sente aqui!

Infelizmente, os BDSMers estão perdendo um tempo precioso com brigas, rixas, ver quem pode mais, quem sabe mais, ficam analisando o comportamento alheio e suas práticas, mas esquecem de debater e falar sobre o que podemos vivenciar e sentir, tanto os Senhores/Dominadores, quanto nós escravas/submissas! Ainda bem que não são todos! E são dessas pessoas que devemos nos aproximar!

Tem vezes que eu tb sou assim...deixo as coisas acontecerem, Ele só percebe que algo está errado, quando não reajo e choro mais, mas isso é algo que já conhece em mim, coisas que levaram meses para perceber. E a cada sessão, N/nós, descobrimos algo novo.

DONO e eu, aprendemos mais nos blogs, território neutro, onde podemos ainda compartilhar nossas impressões.

Nesse último feriado, também fui posta a prova e se não fosse pelo cuidado do meu Senhor, coisas ruins poderiam ter acontecido comigo. Eu poderia ter sofrido alguma queda, ter batido a cabeça ou sei lá!
Esse cuidado que recebemos é primordial em uma relação BDSM, dependemos Deles, ELES são responsáveis por nosso bem estar. O vínculo se fortalece, com certeza! Vc disse tudo! E Seu DONO é atento contigo, tem sensibilidade, é preocupado. E isso impulsiona a superar limites e medos.
Assim como você, tenho sorte e agradeço todos os dias aos Céus, por ter confiado nos meus instintos e não ter caído nas mãos de um psicopata!

Mas uma vez, obrigada kitty. Tenho aprendido muito contigo! E vou pesquisar sobre isso!

Beijos de carinho e conforto!
{perséfone core}_DC

HONORATO, Sandro disse...

Kitty :)
Nossa,que situação tensa :O
Espero que nunca se repita :O

Death note é bem legal mesmo, mas Mirai Nikki ainda não vi...to com saudades de ver Ecchis (animes de pervertidos kkk)

Beijos e cuide-se
Rimas Do Preto

Sol e Lua BDSM disse...

Isso nos faz ver a importância e responsabilidade que se necessita ter em uma sessão BDSM.

BDSM não é brincadeira e o seu relato e o cuidado do seu Dono nos mostra isso.

Obrigado pelo excelente texto.

Beijos

Sol e Lua

Jessica Submissa disse...

Miguxa

Que experiência forte. Ainda bem que voce tem a seu lado um Dono responsável e carinhoso atento a todos teus sinais.

Beijinhos

Menina iniciante disse...

Olá!

Estou iniciando e aprendo muito aqui, nunca tinha ouvido falar disso. Esse tipo de coisas me faz ter mais consciência do cuidado que devo tomar antes de me entregar ao primeiro Dom que aparece e como é necessario esse dialogo e conhecimento um do outro que demonstram. E que o Dom precisa saber a hora de parar.

Beijos

Menina iniciante

Mister K disse...

Excelente abordagem do tema.

Saudações

Mister K.

pedra preciosa submissa disse...

Oi kitty

Uau quanta emoção gatinha. Subspace é coisa muito séria que bom que no seu caso seu Dono percebeu a tempo. Conheci uma submissa que fantasiava com isso por assim como voce ja ter ouvido falar dos ditos "orgasmos sensacionais", acredito que por mais sensacional que tenha sido ou que a pessoa tenha fantasiado não vale a pena correr esse risco.

Parabéns ao seu Senhor por ter essa postura de cuidar e interromper a cena.

Beijos

pedra preciosa

Dom Roberto disse...

Adoro a sua sinceridade e verdade. O jeito de expôr suas fragilidades em um post sério como esse.

Saudações do seu fã

Dom Roberto

ana sub disse...

Querida gatinha

Fui lendo e fui ficando preocupada... ainda bem que tudo terminou bem :)

Esse post serve de alerta para muita gente desavisada por ai.

Tua sintonia com teu Dono é incrivel. Admiro muito vocês dois.

Beijos carinhosos

submissa sininho disse...

Nooossa kitty do céu! Isso é utilidade pública, como se deve agir quando a submissa entra nesse estado.

Grata por compartilhar.

Beijinhos da sininho

Sexy Butterfly Borbs disse...

Importante relato, Kitty!

Lembro de ter conversado sobre o assunto uma vez com um Dom e confesso que foi algo que me assustou bastante.

Mesmo com orgasmos fenomenais...rssrss

Beijos borboléticos!

Edgar disse...

UAAU, um limbo da mente, capacitando excitações e dependencia de um dominio maior que o teu. Nunca tinha ouvido falar sobre Subspace.. Ja participei de trepadas de BDSM mas, nada como esta sua experiencia!!! Adorei saber, vou pesquisar amis para saber, e, quem sabe experimenta-las tambem!!!

Aah, como deve ser adoravel ser dono de um bichinho tao vulneravel e dependente como este. Inveja do teu dono!!!

beijaaaço! ;*

ariska disse...

O que eu senti lendo esse post, foi arrepios.. rs..

Depois, vendo o cuidado de seu Dono com vc, foi de muita alegria.. :)

Eu estava te devendo mesmo uma visita.. e as coisas acontecem bem na hora certa.. adoro esses relatos e depois tb ler a opinião dos Donos nos comentários..

Um Dono q diz q "Nessas horas é q nos sentimos verdadeiros Donos" merece todo o meu respeito.. e vc o meu carinho e um beijo por ser uma mocinha privilegiada por isso tudo.. (cuidados, carinhos, etc..)

Nem vou avisar q tem presente pra vc no meu blog,.. pq vc foi lá e me lembrou que eu não avisei a ninguem.. rsrsrs

Beijokas

Hot Spot disse...

Acabei de conhecer seu espaço e adorei...

Já está na minha lista de blogs...

Fica o convite para vc participar do Outubro Rosa no meu blog...

Beijossss

Espero vcs no meu blog:

www.desejoshotspot.blogspot.com

HOT SPOT NO MSN:

hotspotonline@hotmail.com

HONORATO, Sandro disse...

Kitty :)
Como vai?
Eu adoro maids,tipo...eu amo mesmo,tenho uma tara por elas kkkk
Adoro aqui no teu blog "Princess Kitty em mangá"..tem maids *-*
Tava pensando em fazer algo assim no meu blog >.<

E ai vendo algum anime?
Beijos e cuide-se

Rimas Do Preto

Conde Vlad disse...

Taí uma coisa que eu nunca pensei. A sessão de BDSM vem depois de ter feito sexo, muito sexo. Poxa... legal se 10% dos casais BDSM fizesse isso. Acho até que a brincadeira ficaria bem melhor. rsrs...

Beijão do sumido do Conde.

{Mansinho}_da Loirinha disse...

Miauuuuuuuuuuuuuu.....

PQP..... Eu ODEEEEIO quando acontece isso... Não rsrsrs... Não estou falando do SUBSPACE kkkk gatinha rosinha kitty e Grande Tatsu Dragão Branco amigo san... EU FALO PELOS COTOVELOS, escrevi, escrevi e acabei perdendo sem querer kkkkk... Tenho q SEMPRE escrever no bloco de notas, no IPhone, p/ depois colocar no blog, senão, algumas vezes, a pág. atualiza e eu perco TUDO O QUE TINHA ESCRITO KKKK..
sub retardado kkkkk....

Euuuu sou loooouco para "experimentar" o "estado nirvânico sub" como costumo chamar meus amigos!!!!! Um momento único que só os aproximou mais eim, como a linda Flor de Cristal disse, a atitude do Grande Tatsu San fez toda diferença miauuuuuu... Hummmm... Só que, se possível, com direito a um orgasmo intenso kkkk....
Um post, um relato que só me faz gostar e admirar mais ainda vcs meus parentes queridos....

Miaaaaauuuuu que eu miaudorei o miau-email!!!!! Providenciando um mansinho-email viuuuu....

Eu já estava com saudades daqui hehehehe... Beijos & abraços óctuplos e uma ótima semana cheeeeiaaaa de miadoooos....

Inté... #paraopróximomiado!!!!!!!....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...