Já fui muitas coisas. Já estive tantas outras. Já mudei de opinião e me reinventei diversas vezes. Já acertei, já errei, disse coisas em que não acredito mais e acredito em outras que antes não acreditava. Não me envergonho de quem eu fui, de quem eu sou e de quem eu serei. Rio de mim mesma, amadureço, vivo! Hoje sou apenas um bichinho de estimação curioso, ávido por novas brincadeiras e desafios. Um bichinho que gosta de brincar, ronronar, se esfregar, mas que também arranha um pouquinho às vezes. Um bichinho que não sabe se definir, mas que com toda a certeza ainda sabe SENTIR. E eu sinto que eu não posso mais viver sem o BDSM na minha vida. Eu preciso vivê-lo intensamente. Eu preciso me entregar a esse fetiche, esse desejo, essa loucura, como quer que chamem, mas eu preciso. O tempo passa, as coisas e pessoas mudam, mas uma coisa prevalece em mim: Essa vontade que me consome, esse desejo em ter meu corpo dominado, minha mente subjugada, meus desejos cedidos a outro. E eu prossigo, me perdendo em labirintos, abrindo e fechando portas, tentando encontrar uma saída que me leve de encontro aos meus desejos mais secretos.=^.^=

Escrito por princess kitty

Ser sub ou não ser sub? Eis a questão!


Antes de mais nada quero pedir que não me julguem pelo que vou falar aqui, não busco ofender ninguém, nem discordar das teorias do BDSM. Apenas quero relatar a forma como eu me vejo e expressar minhas dúvidas e anseios nesse sentido.

Depois da minha primeira sessão, fui obrigada a rever meus conceitos. Não sei se posso me considerar ou se quero ser submissa. Sim, eu ADOREI tudo o que aconteceu comigo na sessão! Foi impressionante eu estava excitadissima em todos os momentos. Aliás, estava tão excitada, que cheguei a ficar com vergonha disso...pensava "Não é possível eu estar tão lubrificada assim, Ele deve ter colocado algum óleo, ou algo do tipo rsrs :P Mas a verdade pura e simples é que eu estava me derretendo de tão excitada e feliz por estar finalmente tendo minha primeira sessão!


Então...porque as dúvidas e os questionamentos? Simples, a definição de como deve ser e agir uma submissa está muito longe de mim. Não gosto de obedecer, pelo contrário, gosto de desafiar, de provocar, ser abusada, petulante e ser forçada. Depois que conheci o BDSM achei que tinha uma essência submissa, adorei a idéia de servir e obedecer. Hoje não sei mais. Gosto de agradar. Tenho um instinto em querer agradar, me dedicar, dar prazer ao outro. Mas não tenho o instinto em obedecer por obedecer. Quero ser dobrada, vencida. Não consigo me imaginar venerando a um Dono. Tenho muito respeito pelo Mestre que há mais de um ano me ensina e orienta em  BDSM. Desde as práticas fisicas, psicológicas, liturgia. Ele é uma pessoa muito séria e como sempre fez questão de ressaltar: Não pratica sadismo emocional. Sempre foi extremamente atencioso ao me explicar, conversar comigo e não deixar eu me perder. Por ele superei limites básicos, como usar coleira, (por favor não me linchem) rsrs, sim eu era uma aspirante a sub, que detestava a idéia de usar coleira :P, mas aos poucos e com paciência ele foi despertando em mim esse desejo.

No meu primeiro encontro com meu Mestre, quando nos conhecemos, me senti extremamente submissa, estava super ansiosa, afinal nos conheciamos por fotos, videos, voz, mas tinha medo de desaponta-lo pessoalmente. Quando o conheci fiquei sem reação, ele super simpático, e eu travada, achando que não era boa o suficiente para Ele, que Ele não iria me querer como sub, que não servia para ele e outras mil bobagens. Porém duas semanas depois (com a super certeza de que ele me queria sim) quando nos encontramos para a minha primeira sessão não tive esse tipo de sentimentos.

Eu sempre disse que fantasiar é uma coisa e viver é outra. Sempre imaginei que seria obediente em uma sessão, que ficaria timída, sem jeito. Não foi o que aconteceu rsrs :P


E não consigo mais me identificar com os belíssimos textos submissos que leio por aí. Não me reconheço neles. Não me sinto mal por não obedecer ou cumprir uma ordem. Ou desagradar. Pelo contrário me divirto com isso. Adoro dar respostas abusadas e de duplo sentido, sempre fui rebelde. Então não sei mais se posso me considerar submissa. Eu AMO o ideal de submissão, acho lindo, mas por mais que eu tente, quando estou junto ao meu Mestre não consigo agir assim. É estranho, eu me sinto submissa a Ele, sinto que Ele tem poder sobre mim. Gosto da D/s que temos em que Ele sempre cuida de mim, ouve minhas dúvidas, de pedir permissão para fazer as coisas, saber que é Ele quem toma as decisões. E eu geralmente obedeço. Mas quero desafia-lo. Irrita-lo. Provoca-lo. Adoro isso. Meu Mestre diz que sou slave  masochist com toques submissive rsrsrs.

A maioria das submissas se entrega porque tem prazer em servir. Eu não. Eu me entrego porque tenho prazer em ser DESEJADA .Pra mim ser submissa é antes de tudo ser desejada. Tão desejada que preciso ser forçada, amarrada, escravizada. Eu não quero ceder. Ele que tem que me forçar. Eu não vou atrás Dele. Ele que tem que vir atrás de mim. Me pegar a força. Me caçar e me domar. Eu sou o prêmio e não o contrário. Controverso? Pode ser. Mas essa é a minha fantasia. E encontrei um Mestre que aceita meu jeito de ser e desde o inicio me desejou muito.

E não me considero" baunilha apimentada", me considero S/M até a raiz. Nunca quis viver uma relação baunilha juntamente com a D/s. Tanto que nunca propus nem um tipo desses fetiches aos meu ex parceiros baunilhas. Eu sempre quis alguém diferente. Que não me conhecesse no dia a dia e que me dominasse. Alguém que tivesse poder e controle sobre mim. Um Dono. E que cuidasse de mim, como meu Mestre cuida.


Já teve alguns Dons que me disseram que como eu era masoquista, então não iriam me castigar para eu obedecer. Não funciona comigo. Eu esfrio literalmente e perco o desejo na pessoa. Eu desejo Alguém que tenha ímpetos e muitos desejos de me maltratar, sendo eu obediente ou não.

O que importa para mim é que sempre quis o BDSM como algo a mais na minha vida, algo para me trazer prazer, (sim, para cessar minhas angústias e fantasias quanto ao sadomasoquismo tbm) mas principalmente para trazer felicidade, uma nova forma de obter prazer, um recanto onde eu possa fugir da minha realidade quando esta se tornar exaustiva e ser apenas eu: Uma mulher seguindo seus desejos e fantasias. E isso eu estou conseguindo ;)

Enfim, estou dando literalmente minha cara a tapa para (me) descobrir. Enquanto isso vou vivendo intensamente minhas emoções, dúvidas e claro, me divertindo ;) miau

princess kitty


SER OU NÃO SER... A INVASÃO
by Tatsu
        
“Invado” esse post da minha gatinha, pois antes de chegarem quaisquer críticas, acho que como Mestre, preciso já me intrometer e defendê-la por entender esse seu lado e o meu (e também porque é bom como Mestre, “marcar meu território” por aqui LOL).
Mas falando sério, vejo minha gatinha tentando e tentando se posicionar no meio, mas recebendo críticas e críticas como “você não é sub”, “você só quer um trouxa para te bater”, “você diz que quer ser sub, mas quer tomar o controle da relação”.... enfim, já vi e ouvi cada coisa que só me prova que a ignorância e falta de estudo da psicologia faz cada vez mais parte desse nosso meio (Sim! Eu disse estudo da psicologia... não, ninguém precisa se graduar nessa área e nem eu sou graduado, mas acredito que se a pessoa quer dominar mentalmente, e exercer o sadismo psicológico, bem como a humilhação etc. no mínimo deve estudar, ler e entender um pouco sobre psicologia humana).
Enfim... acho a forma da minha gatinha enxergar a D/s peculiar e muito interessante, devo admitir que nunca tinha tido uma bottom com esse comportamento, e o desafio de encontrar e entender algo novo, foi um ótimo estimulante, e não me arrependo dia nenhum de ter adentrado a essa fantasia da minha gatinha.
Bom, muitos podem ler este texto e começar a visualizar a gatinha querendo ter algum controle, ou querendo tornar-se um objeto de adoração do Dom. Não vejo dessa forma, encaro como um “jogo de gato e rato”, se excluirmos Tom and Jerry da história rsrsrs... facilmente perceberemos que o gato é o dominante da relação, ele caça, ele deseja o rato e no final ele quem come o rato.
Se pensar em algo mais “material” ou em um exemplo de certa forma bobo, pense na casa do seus sonhos, aquela mesmo, aquela que viu, se apaixonou e até hoje sonha em conseguir dinheiro para comprá-la, ou no caso dos homens AQUELE carro dos sonhos. Bem se você tem algum desses sonhos ou objetivos, ou mesmo outros, garanto que está trabalhando, juntando dinheiro e se planejando para consegui-lo, isso faz de você submisso a isso? Obsessivo em alguns casos, mas mesmo obsessão de forma alguma se torna submissão, mas fixação. Enfim... Ao finalmente conseguir aquilo que sempre sonhou (e espero que consigam ^^), me respondam, sua casa ou seu carro vai usufruir de você ou o contrário? Você é posse da casa, ela é sua Dona? Bom, eu nunca ouvi alguém falar: “Então, um carro me comprou e agora ele é o novo proprietário de um “José 4.5, um pouco rodado, mas funciona” HAhahahah, mas é verdade, o desejo de caçar é sempre do predador a gazela não escolhe “Uhmmm... acho que quero aquele leão para me comer hoje”. A fixação é sempre de quem deseja para o “objeto de desejo” e não o contrário. Facilmente podemos pensar em milhares de coisas, animais de estimação por exemplo, o gato nunca o desejou como dono, por ele continuava com a mãe dele, você que o deseja como seu amigo e companheiro, e o adota, tornando-se seu dono, e no final... adivinhem... quem manda é quem desejava e correu atrás e não o contrário.
Acho que já dei muitos exemplos e deixei claro. Existem formas e formas de se interpretar uma situação e como Xintoísta sei bem disso, por isso acho o BDSM tão maravilhoso e encantador, pois por mais que seja “apenas” o que dita a sigla, as variantes e formas de se interpretá-lo e vive-lo soam infinitas. Por isso acredito que o desejo pela bottom, não diminui a dominação a ser feita e nem a transforma em uma manipuladora.

 龍戦士

 Abaixo desse post segue outro escrito pelo meu Mestre com as definições do Ser ou não Ser...
Pedi para meu Mestre escrever um pequeno texto para ilustrar minhas dúvidas quanto aos termos usados no BDSM, mas como Ele não entende a palavra pequeno...rsrs =^.^=

35 comentários:

Catlin disse...

Seus pensamentos parecem os meus de algum tempo atrás, rss muitas vezes me perguntei ser ou não ser submissa.

A resposta encontrei com o tempo, tudo vai acontecendo naturalmente, ser sub não é fácil, é uma caminhada longa cheia de espinhos, mais se essa for sua essência, não tem como fugir, rs

bjs linda

princess kitty disse...

Olá Catlin!

Puxa muito obrigada pelas palavras querida.

As vezes me sinto mal por me sentir assim e ser criticada e é muito importante receber o carinho de pessoas como você.

Miaubeijos linda! =^.^=

LORDMESTREKING disse...

e ute doy a bemvimda como amizade em este mundo
sobre tua post
lo que eu valoro es tua coracao a tuas palabras e inquitudes sobre nostra vida em el bdsm
e sempre mas agradable uma sub rebelde com la que podemos guiar e eseniarle muito mais sobre nostra modo de ver el mondo
y em tu rebeldia se encontra tu alma de sub
beijos doce LMK

princess kitty disse...

Olá LORDMESTREKING !

Bienvenido también a mi blog

Gracias por tus palabras de apoyo y comprensión.

Será un placer tenerte aquí.

Besos =^.^=

Lord Bondage disse...

Srta kitty, bom dia.

O relato das tuas dúvidas é extremamente salutar e bem vindo, além de que muito bem escrito, sincero.
O que li de ti não é nenhuma novidade. Muitas submissas já passaram pelo que você está passando; algumas dúvidas internas, incertezas, posicionamentos, etc.
Quanto à forma como externa o prazer dentro de uma D/s - ser tomada sem que lhe peçam licença - nada mais é que a resposta dos teus desejos - físicos e emocionais - de como viver a tua submissão. Não existe receita de bolo de como uma sub deve ser; o que existe é viver e se submeter à pessoa certa que complemente a relação.
Dessa forma, tranquilize-se e viva dentro das tuas necessidades o teu formato.

Sê feliz,
Beijos respeitosos,
Saudações ao Sr. que a conduz.

{Júlia}Domador disse...

linda!!! rsrs

Faço minhas as palavras de Lord Bondage... o fato de vc não se sentir submissa literalmente não tem nada de errado... O proprio Lord Bondage postou algo sobre isso no blog dele...
http://lordbondage.blogspot.com/2011/02/algumas-consideracoes-sobre-submissao.html

Eu tbm sou como vc... e também postei sobre isso no post "sexo apimentado, ser ou não ser SM"...

Voce verá que nada há de errado nisso e não deve ferir sua natureza...

bjus amore

princess kitty disse...

Lord Bondage!

Muito obrigada por suas delicadas e gentis palavras para comigo.

É muito bom saber que não sou a única com dúvidas sobre meus sentimentos e inquietações.

Sempre acreditei nisso, que devemos viver a D/s de acordo com nossos desejos e encontrar um Top que compreenda e aceite nossa maneira se ser.

Seja sempre bem vindo aqui.

Miaubeijos =^.^=

princess kitty disse...

Olá bela {Júlia}Domador!

Obrigada querida.

Sim, inclusive já tinha te dito que me identificava com o seu post "sexo apimentado, ser ou não ser SM"...

Lembro que isso me fez simpatizar de cara com você :D!

O texto do Lord Bondage não conheço, mas vou le-lo agora, obrigada pelo link.

Miaubeijos querida =^.^=

Lord disse...

Pequena kitty!

As duvidas nos fazem crescer em conhecimento e profundidade.
Tua submissão está implicita nas tuas palavras.

Saudações SM a ti e ao seu Mestre.

princess kitty disse...

Lord!

Obrigada, acho que quanto mais questionamos a nós mesmos e aos outros mais nos conhecemos e temos a certeza de estar no caminho certo.

Miaubeijos =^.^=

Swingers Veronika e Cláudio disse...

Depois de um exílio forçado, vim aqui deixar um beijinho e um selinho que está lá no meu blog!

princess kitty disse...

Hello Verônica!!!

Miauobrigada querida, meu segundo selinho,vivaaaa! rsrs

Depois passo lá pra buscar lindona!

Miaubeijos =^.^=

Conde Vlad disse...

Ei gata.. Eu estou sempre atento as várias qualidades femininas. rsrs.. Noto até se ela fez as unhas, sobrancelhas ou se está usando um sapato combinando com o batom. rsrs..

Acho que uma mulher não se enfeita somente para sí, mais para que os outros notem.

Ao passo que também sei observar outros atributos que não só a bunda e buceta. rsrs... Ví que os olhos dela são lindos, e que a boca dela é um tesão também. E sim. Observei os seios lindos dela. Até contrariando o que tu disse, ela não tem PEITOS, mais sim SEIOS. rsrs... É mais belo e delicado do que aquelas coisas muxibentas ou bolotas silicontadas. rsrs...

Miaubeijos Gatona.
Conde.

Conde Vlad disse...

A propósito, sobre o texto.

Eu diria que para ser Sub tem de ter vocação para a coisa. Sei lá... é uma gama considerável de sofrimentos mais psicológicos do que físico.

Acho até que isso se desenvolve com o tempo, e que as pessoas que descobriram estes prazeres não trocam isso por nada. Bom ter um DOM/DOMME que saíba despertar estes prazeres.

Beijos do Conde.

princess kitty disse...

Carissimo Conde Vlad!!! hahaha

Só tu mesmo pra vim aqui zoar comigo né????
Concordo com gênero, número e grau e ainda bem que é assim ;) é que eu não podia perder a oportunidade de brincar um pouquinho com a tua sensibilidade rsrs

Mas acho que não andou lendo por aí a definição da Verônica pra "gatona"
Gatona= gorda, peluda e com pêlos no nariz :P

Eu não sou assimmmmmmmmmm

Eu sou gatinha :) miau miau miau

Mas brincadeiras a parte, quanto a parte séria do teu comment, eu acho que é isso mesmo, estou me descobrindo sendo guiada por um Mestre e miauadorando

Miaubeijocas da GATINHA

Escrava Angela disse...

O mais importante é ser feliz!!! Se você e seu Mestre gostam da relação que têm, não importam os rótulos, as liturgias rígidas. Sei muito bem o que você sente. Eu também tive a sorte de encontrar meu Lord que não se prende ao que é "sagrado" no BDSM.
Bjs da
{angela}_Lord Pleasures

princess kitty disse...

Ola {angela}_Lord Pleasures!

Obrigada querida!Concordo plenamente, eu busquei o BDSM pra ser feliz, e é isso que venho tentando fazer:D!

Claro, me questiono, me pergunto, tenho dúvidas, mas o importante é ser sempre feliz!

Obrigada pelo seu comment querida!
E muito sucesso e felicidades com seu Lord, você merece!

Miaubeijocas =^.^=

Dorei Fobofílica disse...

Kitty, gatinha;
Falamos bem cedinho e foi ótimo, mas só agora estou passando por aqui.
Bela, Vou te responder as dúvidas com uma pergunta.
Quem é que em sã consciencia gostaria de uma vaquiha de presépio que diz amém a tudo, que não reage as torturas, que não tem personalidade própria, que é mais uma daquelas tiragens repetidas que seguem liturgias pre estabelecidas por terceiros?
Do BDSM a única coisa que tem que valer de verdade é o SSC, todas as outras regras devem ser feitas pelo Dono e dentro do consensual, seguida pela submissa, mas seguir com personalidade, sendo rebelde algumas vezes (bastante as vezes :).) Do contrário vira um teatro de cenas de um jogo de cartas marcadas, totalmente insípido.
Eu e voce somos bem parecidas com apenas uma ressalva, não conseguiria me submeter sem amar, sem paixão, mas de resto as diferenças são quase nulas e não me considero menos submissa que ninguém, apemas sei que tenho personalidade e forte, isto só faz enaltecer meu Dono, porque para me dominar tem que ter a personalidade ainda mais forte, sem falar da inteligencia, educação, gentiileza e amor, ainda que seja sádico.
Desculpe-me pelo comentário enorme, mas estes assuntos polêmicos eu adoro. rsrsrs

Saudações a teu Mestre e beijinhos carinhos em ti!

Sargento Carrasco disse...

Só pra chover mais um pouco nesse molhado: eu conheço um Dom que luta Kung-fu e sua sub luta greco-romana; ela só se submete a ele depois dele derrotá-la no tatame. E os dois tem o relacionamento D/s há anos. Como diziam num programa de tv: se está bom para ambas as partes...

Beijo e saudações a teu Master.

龍戦士 disse...

Agradeço a todos a recepção e o paoio que deram e continuam dando para minha gatinha.
Confesso que fiquei preocupado que houvessem críticas, por isso me adiantei e escrevi uma "defesa" adiantada. Acho que por conta dos traumas passados, perdi um pouco a fé e a crença no respeito no meio. Lógico que estava errado, mas passar pelo que passei, tira a fé de qualquer um.
Enfim... Fiquei feliz com todo o apoio e a forma como minha gatinha foi recebida, mas principalmente, pelo respeito vindo de todas as partes, Top ou bottom, não importa, todos entenderam e respeitaram.
Agradeço novamente a todos pelo respeito e consideração.

Saudações,
龍戦士

Mercenário disse...

Sou fascinado por tipos de praticas e gostos pervesos. Tambem gosto de saber como as pessoas lidam com seu proprio conceito de moral a frente de suas vontades secretas. Talvez eu, por gostar de levar uma sova daquelas bem dada, possa entender algumas dessas questoes.BEIJOS!

princess kitty disse...

Querida Dorei Fobofilica!

Teus comments são sempre muito bem vindos minha linda!
Sim , nos identificamos muito na nossa forma de viver a nossa submissão, somos verdadeiras com o que sentimos e expressamos e isso é fundamental.
Eu sempre disse ao meu Mestre que não saberia como agiria em uma sessão, porque eu nunca quis fazer um "teatro", queria agir conforme eu me sentisse de verdade. E isso que é gostoso, agirmos espontaneamente.
Eu penso da mesma maneira que você, me sinto atraída por um Dominador que precise "trabalhar" para me fazer obedece-lo, me sinto atraída pela figura viril, forte, que seja superior e consiga me dobrar não apenas dando ordens mas sim me envolva de tal maneira que se torne irrestivel para mim não ceder.

E não precisa se desculpar, aqui você comenta o quanto desejar, adoro suas opiniões sempre tão precisas.

Miaubeijos linda =^.^=

princess kitty disse...

Olá Sargento Carrasco!

Pode chover no molhado o quanto quiser rsrs. Acho interessante essa interação entre os blogs, todos os comments são sempre muito bem vindos, pois quando postamos algo, desejamos saber a opinião dos que nos leem.

Miauadorei a história que contou rsrs, acho que vou começar a praticar algum tipo de luta, seria muito divertido derrubar meu Mestre num tatame hahaha ;)

Miauobrigada pelo comentário e miaubeijos também a sua doce {Phoenix}_SC. =^.^=

princess kitty disse...

Hello Sr Tatsu!

O Sr sempre quer me defender, proteger e aconselhar ( e o faz muito) rsrs

Daqui a pouco vou parecer uma adolescente rebelde reclamando do "pai" :P

Mas falando sério, é todo esse seu cuidado, carinho e paciência comigo que o tornam tão especial pra mim e sabe disso ;)

Miaubeijos da SUA kitty =^.^=

princess kitty disse...

Olá Mercenário!

Nada melhor que uma sova bem dada não é mesmo??? hahaha

É muito bom trocarmos opiniões e experiências, seja sempre bem vindo :)

Miaubeijos =^.^=

LORDMESTREKING disse...

gracias el placer es mio
y en tus duvidas se encontra
la intelegencia de tua pesoa que aprende dia a dia com las experiencias que vas aprendendo
tudo o dias de la vida
por que en este belo mondo se aprende tudo la vida
e te lo dixe um master com experenca
que ensenie a doms e subs a comprender a vida e sobretudo que comprenderan a sua alma
beijos doce LORDMESTREKING

Hope Subway disse...

Kitty, my dear...
Ser submissa... isso é muito complicado! Não é que nem quando o médico bate no bumbum do nenem e diz é menina! Porque mesmo assim, ainda temos "meninas diferentes" rsssss. Ninguém nasce submissa! Um grande Mestre do BDSM, a quem muito respeito certa vez me disse que a maioria das subs é Domme na vida baunilha. E aí? Ela deixa de ser sub por conta disso?
Eu sou Domme na vida baunilha e sub "insubmissa" na vida BDSM!
Também adoro ser a "caça" se tem um bom "caçador" atrás!
BDSM é Filosofia de vida... portanto vc cresce, floresce e suas idéias e atitudes vão junto! Vc hj é de um jeito, amanhã vai mudar algumas coisas e outras não!
E concordo com seu Mestre... nesse mundo o preconceito existe por falta de estudo e de conhecimento!
Se vc está feliz, deixe os invejosos pra lá! Se seu Mestre te entende, o resto... é o resto!

Beijinhos insubmissos KKK
{hope}_

princess kitty disse...

LORDMESTREKING:

Gracias de nuevo por tus palabras.

Trato de aprender cada día más y más para vivir feliz con mis deseos.

Y me alegro de encontrar personas que me apoyan y enseñan con amor y cuidado.

La magia de la vida es la amistad que compartimos.

Gracias por su presencia aquí
Besos =^.^=

princess kitty disse...

Hello Hope Subway ( a insubmissa) hahaha

Querida não imagina como fiquei feliz em te ver aqui :D

Concordo com você, vamos aprendendo, mudando nossa forma de ser e ver o mundo a cada nova experiência, a cada nova pessoa que conhecemos, a cada dia.

E ser feliz é meu objetivo principal, contando sempre com pessoas queridas e meu Mestre que tanto me apoia.

Miaubeijos linda, ansiosa pelos próximos contos =^.^=

ENTREGA E SUBMISSÃO disse...

agora é eu maiando, ronronando pelo que disseste.
achei imenso vc ser tão verdadeira, e franca osso te faz ainda mais submissa, como diz dorei vc acha que um Dom vai dominar o que sendo que tu só concorda e abaixa a cabeça, dom é dom para dominar, encaminhar, segurar, e tudo de bom, linda deixe ser levada, e seja sempre vc mesma!
beijos cor de rosa
tenha um fds maravilhoso junto de seu dono!

sub_ísis

princess kitty disse...

Olá sub_ísis!

Obrigada pelo carinho.

Miaubeijos =^.^=

~^~ Lena Lopez ~^~ disse...

Oi Kitty!
Bom dia e muitos miados pra vc!
Nós conversamos um pouco a respeito de tudo isso, eu li este texto, logo que vc postou e como te falei, deixei para comentá-lo com calma e tempo.
Amiga, antes de tudo, saiba que te admiro muito, pela beleza e pela pessoa que vc é, mais ainda, por ter coragem de falar os teus sentimentos.
A vida é assim, estamos aí para viver e fazer dela um aprendizado, passar por situações que aumentam a nossa estima e outras que nos trazem revéz. somente conseguimos viver bem, se formos nós mesmos, vencendo aquela vontade (que todos nós temos) de ser quem os outros querem, isto é, autenticidade e personalidade. Queiram o não, somos do nosso jeito e terão que aceitar, por que a vida é nossa e precisamos vivê-la da maneira que é melhor para nós, somete dessa forma podemos ser felizes.
A aceitação, começa dentro de nós, temos que nos aceitar como somos, sem culpa e aos poucos isso vai se refletindo ao nosso redor e acabamos por ser aceitos pelos outros, por que demonstranos e mostramos o equilíbrio que existe em nós.
Não há nesse mundo, alguém que nunca tenha recebido criticas descabidas, seja por ser assim ou assado, por que é homosseual,por que é exibicionista, por que é bissexual, por que é submissa ou por ser dominadora. eu, por exemplo, quantas lambadas levei por gostar de mulheres e homens, quantas críticas me enviam, me dizendo se não tenho vergonha na cara, se eu não me arrependo, se eu não tenho medo de ser o que sou, isso sem falar nas ofensas que eu recebo mas, existe um outro lado que vem do outro lado que te apóia, que te levanta o astral, ou seja, o lado ser humano da história, aquele que lado que é o verdadeiro em cada alma adulta e evoluida, o carinho, a compreensão, a critica construtiva, o puxão de orelha necessário e na hora certa.
Ser diferente é difícil, na vida, no sexo e por que não o seria no BDSM, pois relações pessoias não podem ser administradas por regras comuns, cada relação estabelece as suas regras específicas, pois a nossa natureza é rebelde e o somos mais ainda, quando queremos algo melhor para nós, algo que nos faça felizes.
Se somos felizes, fortes, sabemos o que queremos, temos personalidade, não retrocedemos perante os revezes e nos mantemos firmes nos nossos propósitos, a sociedade, seja qual for o tipo, acaba por nos aceitar!
Continue sendo você, tudo passa!
BJOS
Lena

princess kitty disse...

Oi Lena minha querida amiga!

Puxa, a sua análise foi simplesmente perfeita! Nem imagina o quanto eu me senti bem após ler o que escreveu.

Sim, é intrínseco do ser humano querer se sentir aceito, querido, amado pelos outros. Mas não podemos violentar a nós mesmos, nossa personalidade, para ser aquilo que esperam de nós.

Temos de ser nós mesmos, viver nossas vidas da nossa maneira, e a aceitação, se vier, é conseqüência da clareza e verdade com que vivemos isso.

Críticas recebemos, elogios também , a única coisa que eu não suporto é a hipocrisia, pessoas que pregam um tipo de conduta, uma opinião, e na hora de demonstrar isso, se percebe que é tudo falso.

Antes eu ficava triste, agora não mais. Eu quero é ser feliz, experimentar muitas coisas a respeito da minha sexualidade dentro e fora do BDSM, quero viver intensamente minhas emoções e respeitar principalmente a mim mesma, os meus desejos.

Claro que quero compartilhar isso com as pessoas, por isso criei esse blog, pra mostrar como eu sou, dividir experiências, fazer novos amigos, afinal ninguém vive sozinho. Não obrigo ninguém a gostar de mim, a aceitar meu exibicionismo ou minha forma de viver o BDSM, apenas peço que não tenham conceitos pré estabelecidos ao me olharem.

Admiro muito a sua maneira de ser, imagino que não tenha sido fácil se assumir como é, mas você conseguiu. Hoje ao olhar para você vejo um exemplo a ser seguido: Uma mulher confiante, segura de si mesma, que vive a sua sexualidade de forma franca, verdadeira, responsável pelos seus atos.

Sem falar na aura de amor que você irradia. Só uma pessoa muito pobre de espírito não percebe as qualidades que te tornam única e especial.

Muito obrigada pela sua amizade, pelo seu apoio e pelo seu carinho. Sou muito feliz em poder contar com uma amiga como você, seja para aconselhar ou puxar a orelha, desde que sejamos sempre nós mesmas.

Miaubeijos de quem te miauadora de todo coração =^.^=

Marcelle Silva disse...

Queridíssima, amei o post e esclareceu muita coisa. Eu te mandei um email, ontem vc viu?!

Beeeijos

{princess kitty}龍戦士 disse...

Marcelle Silva

Oi querida!

Fico feliz em ter ajudado!
Vi sim e já respondi, vc viu tbm? rs

Miaubeijokas =^.^=

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...