Já fui muitas coisas. Já estive tantas outras. Já mudei de opinião e me reinventei diversas vezes. Já acertei, já errei, disse coisas em que não acredito mais e acredito em outras que antes não acreditava. Não me envergonho de quem eu fui, de quem eu sou e de quem eu serei. Rio de mim mesma, amadureço, vivo! Hoje sou apenas um bichinho de estimação curioso, ávido por novas brincadeiras e desafios. Um bichinho que gosta de brincar, ronronar, se esfregar, mas que também arranha um pouquinho às vezes. Um bichinho que não sabe se definir, mas que com toda a certeza ainda sabe SENTIR. E eu sinto que eu não posso mais viver sem o BDSM na minha vida. Eu preciso vivê-lo intensamente. Eu preciso me entregar a esse fetiche, esse desejo, essa loucura, como quer que chamem, mas eu preciso. O tempo passa, as coisas e pessoas mudam, mas uma coisa prevalece em mim: Essa vontade que me consome, esse desejo em ter meu corpo dominado, minha mente subjugada, meus desejos cedidos a outro. E eu prossigo, me perdendo em labirintos, abrindo e fechando portas, tentando encontrar uma saída que me leve de encontro aos meus desejos mais secretos.=^.^=

Escrito por princess kitty

Primeiro Encontro (ou o desastre)



Exatos 10 meses, 6 dias, 14 horas, 32 minutos e 5 segundos depois...

Não, eu não sou uma adolescente que conta todos os segundos de uma relação. Mas os meses e os dias estão certos rsrsrs :P

Enfim, foram 10 meses de muitas conversas, madrugadas inteiras viradas, o que nos permitiu um conhecimento muito grande um do outro e uma certeza... se fosse pra entrar no BDSM, seria com Ele.
Ele teve muita paciência e foi muito persistente comigo, se não fosse por Ele não estaria aqui hoje, muitas foram às vezes em que pensei em desistir, deixar tudo pra lá, afinal a minha vida me empurrava para outros caminhos, mas Ele jamais desistiu de mim.

Então depois de muitos desencontros e imprevistos, finalmente o tão esperado primeiro encontro!


Que obviamente não aconteceu sem alguns imprevistos também, afinal nada conosco é fácil ou simples rsrs.
Eu me atrasei, o trânsito estava péssimo e durante o caminho recebi algumas ligações pessoais que exigiam minha presença e me deixaram estressadíssima. Chegando em São Paulo, deixo o motorista no estacionamento, e sigo a pé para chegar ao café em que havíamos combinado. No meio do caminho paro para atender uma ligação (ex marido que "precisa" passar urgentemente na minha casa para buscar uns papéis, ninguém merece). Acabo por desligar o telefone pessoal e dou de cara com o motorista que havia deixado no estacionamento, e que resolveu ir não sei aonde e seguir a  mesma direção que eu. Invento que vou para outro lado e volto à Av.Paulista e entro em uma galeria qualquer. Pronto, me perdi. Já não sei mais o caminho do café. Ligo para Ele. Digo que já estou lá, mas que não vou mais. Depois de tantos outros encontros desmarcados estava na cara que não ia dar certo. Vou embora. Estou perdida. Atrasada. Tenho um compromisso logo após o almoço. Estou nervosa. Vou embora. Melhor parar com isso. Não sei aonde estou. Chega. Estou desistindo. Ele com muita calma me faz recuperar a razão. Faz eu perguntar onde eu estou. E descubro que estou a menos de uma quadra do café em que havíamos combinado. Eu impulsivamente respondo que talvez vá ou não... e desligo o celular (só pra Ele tentar me ligar e não conseguir, sub sádica rsrsrs). Resolvo ir, estou me aproximando e penso em atravessar a rua, não vou ter coragem de entrar no café, porém meu plano é frustrado, pois Ele saiu de dentro do café e está do lado de fora, tomando café e me esperando. Quando o vejo começo a rir, me aproximo (puxa como Ele é alto, mesmo com um salto 10 ainda fiquei baixa perto Dele :P). Fiquei tão nervosa com a sua aproximação que acabei recusando seu beijo no rosto rsrs. Entramos no café. Ele: a simpatia em pessoa, sorridente, super atencioso. Eu: não sabia pra onde olhar, o que falar ou como agir. Eu, uma mulher segura de mim, confiante, estava agindo como uma adolescente em seu primeiro encontro, não sabia onde colocar as mãos, ficava olhando pra Ele o achando lindo e pensando que não servia pra ser sub Dele.


Eu sempre disse que quando o conhecesse iria pisar em seu pé, para me vingar rsrs. Claro que nervosa como eu estava, nem me lembrei disso. Mas Ele não esqueceu. Olhou pra mim e disse: "Pise" rsrs, eu pisei, bem de levinho, com a ponta do salto, adorei! Mas claro que Ele não ia deixar barato. De repente Ele tira um embrulho do bolso, um presente, Ele também sempre me disse que me daria uma surpresa quando nos conhecessemos. Começo a tocar no embrulho e não consigo acreditar. Meus olhos se arregalam, minha pele fica vermelha. Não acredito que Ele está me dando "aquilo". Ele me deu o embrulho como quem dá uma caixa de bombons a alguém, tranquilamente por cima da mesa. Ele se diverte com a minha vergonha. Claro que não abro o "presente", só o sinto. Mas Ele confirma, é um plug cor de rosa, que Ele comprou junto com "meus" acessórios cor de rosa, coleira, algemas, tornozeleiras e venda. Ele continua a se divertir com a minha vergonha e diz que devo ir usando o "presente" na nossa primeira sessão. Eu fico muito sem graça, digo que não vou conseguir. Ele insiste e diz que vou sim. Logo após preciso ir embora, tenho compromissos, aceito seu beijinho de despedida, aliás Ele se despediu duas vezes, o que eu adorei ;)

Mas não sei porque saio de lá com a sensação de que o encontro foi um desastre, que agi feito uma boba e Ele só foi atencioso comigo por educação. Já no carro a caminho de casa recebo o primeiro sms Dele: "Não achou que ia ficar calado depois de hoje, né?",  "Fiquei com o perfume da gatinha na mão, não vou fumar com essa mão hoje", " Estou te escrevendo um email", acho que foi mais ou menos isso, não lembro bem. Nossa, consegui respirar aliviada, até o motorista havia notado o meu nervosismo quando entrei no carro, perguntando se estava tudo bem. Mas depois dos sms, o sorriso voltou para o meu rosto. E chegando em casa e lendo o email em que Ele me dizia como se sentiu a respeito do nosso primeiro encontro, e depois de mais algumas horas de conversa no msn, pude finalmente entender o que Ele sempre soube: Sim, eu seria Dele.


Miaubeijos =^.^=

4 comentários:

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

Bom dia,

conhecendo teu blog.

Um blog sensual e cheios de mistérios, rs

Sinta-se sempre à vontade para visitar-nos.

Estou seguindo-te....Obrigada por seguir-nos.

Beijos carinhosos,

ÍsisdoJUN

princess kitty disse...

{ÍsisdoEgito}JZ :

Muito obrigada, querida! O seu blog é uma verdadeira inspiração. Sempre o visitava silenciosamente e é um imenso prazer te-los aqui. Sejam sempre bem vindos!

Miaubeijos

龍戦士 disse...

Lindo texto! E adorei ser retratado como o Edward Scissorhands ^^.
Só não concordo com o título, se fosse mesmo "o desastre" eu não estaria aqui hoje comentando.

Beijos, minha gatinha
龍戦士

princess kitty disse...

Sr Tatsu!

O nosso encontro só não foi um desastre por sua causa rsrs
Obrigada pela paciência e atenção
Miaubeijos da sua kitty

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...